Estudo conclui que construção do Terminal de Ponta Negra tem baixo impacto ambiental

28. OUT, 2014

O Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias (INPH), vinculado à Secretaria Nacional de Portos da Presidência da República, considerou baixo o risco ambiental do Terminal de Ponta Negra (TPN), em Maricá (RJ), construído pela DTA Engenharia. O projeto prevê a construção de um porto onshore na praia de Jaconé e poderá movimentar 850.000 barris de petróleo por dia e um milhão de contêineres por ano.

A conclusão foi feita a partir de um estudo técnico-científico elaborado pelo INPH sobre os efeitos da obra tanto no regime de ondas da região de Jaconé quanto em relação ao seu potencial erosivo na área de influência do projeto. Segundo as análises, a construção do TPN não trará nenhuma variação expressiva naquele ponto da costa após a implantação do porto em Ponta Negra.

O estudo foi realizado a pedido do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), órgão encarregado da emissão da licença ambiental necessária para o início da construção do porto. O terminal contará com terminais de granéis líquidos e de contêineres, entre outras unidades, e contém uma rocha boa para construir quebra-mares, que serão explorados para a estocagem de óleo e gás, a custo baixo de implantação, comparado aos tanques de aço. 

 

Fonte: PetroNoticias

http://www.petronoticias.com.br/archives/59335


Mais Notícias >

 

 

 
FALE CONOSCO
Camara Mundial da Indústria e Comércio
Tel: 21 2507-8191 / 3178-2717 / 3178-2740 / 3178- 2742 / 3178- 2745
E-mail: camaramundial@camaramundial.com
Endereço: Rua Riachuelo, 330 - sobreloja
Rio de Janeiro - RJ Cep: 20230-013
SIGA-NOS